"O REALISMO DE UM DESENHO, RETRATADO EM SEUS OLHOS"

SEJAM BEM VINDOS!

Desde cedo eu fui fascinado com a realização de detalhes em meus desenhos a lápis, por isso amo recriar a vida como os vemos e conhecemos para o papel feito em grafite.

"Meus desenhos são reproduzidos com muita veracidade e autenticidade este processo que me ajudou a prestar mais atenção aos pequenos detalhes que trás o nosso físico que muitas vezes são perdidas em nossas vidas cotidianas. Estes são os momentos que eu quero capturar através de meus retratos realistas e temas inconfundíveis".


dd Eu amo traduzir a imagem que eu observo para o desenho feito a lápis e em grafite, eu tenho preferências em fazer desenhos de pessoas que trás uma grande mensagem, ou no olhar, na expressão facial, ou até mesmo com a quantidade de detalhes que a foto transmite. Durante boa parte da minha vida achei que o artista, tinha que mudar a consciência das pessoas e fazer da sua obra um instrumento dessa mudança. Hoje acho que, antes de fazer arte com esta ou aquela finalidade, você tem que fazer arte de fato, e mostrar que nem tudo começou por um acaso, e que no passado houve sim um grande significado.

Vocês podem encontrar em meu site minhas galerias de desenhos feito em grafite e também Pinturas Digitais onde hoje se tornou umas das minhas maiores dedicações. Também é possível encontrar meus vídeos onde mostro o passo a passo de como cada reprodução minha é realizada, você também pode localizar minha biografia onde falo um pouco da minha vida desde quando iniciei com desenhos até os dias de hoje. Noticias também estão disponíveis para que vocês amigos possam também participar das minhas conquistas diárias.

Interessado em um retrato encomendado de seu amado ou de alguém querido que você quer presentear ou animal de estimação? Por favor, envie-me os detalhes (tamanho e médias empresas), e também incluem uma foto de referência para que eu possa dar-lhe um preço específico.


Maurício Fortunato Araújo

sábado, 14 de setembro de 2013

O segredo dos autodidatas


O segredo dos autodidatas
O segredo dos autodidatas ( Maurício Fortunato Araújo)



Os autodidatas geralmente são vistos como aqueles caras que são inteligentíssimos, que aprendem com facilidade, além de serem hiper curiosos. Só que não, não é bem assim que as coisas realmente funcionam, existe sim a curiosidade, mas em primeiro lugar eles tem uma outra ferramenta muito útil que os faz não só aprenderem mas correr atrás do que querem aprender, e isto é valido para qualquer pessoa, não necessariamente aquelas “rotuladas” como autodidatas.


Essa ferramenta tão poderosa e que em muitos filmes toma posições nobres, como um poder além da imaginação, é quem o tiver será vitorioso em tudo que fizer, tipo “que a força esteja com você” ou “eu tenho a força”, são na verdade metáforas de uma capacidade conhecida e já vivida por todos, de alguma forma ou intensidade…e que entendemos por “ENTUSIASMO”, é simples assim, o entusiasmo é oque faz uma pessoa remover montanhas, que o torna mais forte, inteligente, nos transforma em artistas ,cientistas, matemáticos e até astronautas.

Com o entusiasmo se pode tudo, e tudo é possível, até conquistar uma pessoa, por que não? Mas voltando aos autodidatas, e baseado nessa capacidade de envolver-se com determinado assunto, empolgando a sí próprio e à todos a seu redor, que o autodidata consegue as informações necessárias para aprender e evoluir, tomar a iniciativa e ir a procura por conta própria das respostas, seja para buscar um aprofundamento naquele assunto ou aprender algo diferente.

O segredo, sé é que existe algum, é realmente estar interessado naquilo que se deseja conhecer é o entusiasmo por um determinado assunto que nos faz aprender sem perceber, tudo é uma questão de motivação.

No caso de nós desenhistas o entusiasmo é o responsável pela nossa existência, sem ele não haveria Michelangelo, nem Leonardo da Vinci nem Walt Disney, ou Maurício de Souza. Afinal um desenhista precisa praticar também, precisa ter o conhecimento somado ao domínio técnico, e aplicar tudo isso não se faz em dia, são anos e anos de dedicação incansável. De onde vem essa força? Do Entusiasmo!

É claro que a presença de um mestre facilita muito, na descoberta dos caminhos corretos, (imaginem um cirurgião autodidata , você confiaria nele?) Não podemos menosprezar o mérito dos professores, mas não fiquemos esperando apenas pelos caminhos traMaurício Fortunato Araújoçados, façamos nossos próprios caminhos, pode ser que encontremos dificuldades na busca do novo, é preciso ter disposição para enfrentar os erros, inevitáveis nesse processo, num trajeto mais longo e tortuoso. Mas em compensação a satisfação da conquista, torna-se algo magnífico e difícil de ser superado, descobrir algo através dos nosso próprios esforços e dedicação, nos da uma sensação do poder que o entusiasmo proporciona. É o poder de poder cada vez mais.

Os desenhistas estão entre aqueles profissionais vistos como pessoas criativas e criar é: inventar, gerar, produzir, inovar. Então o que posso dizer além de “Entusiasme-se!

By Maurício Fortunato Araújo

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Por que desenhar é uma habilidade para poucos?


Por que desenhar é uma habilidade para poucos





Você já percebeu que algumas pessoas têm mais facilidade para desenhar do que outras? Pesquisadores das Universidades do Brooklyn, Londres e Cidade de Nova York explicam o porquê.

De acordo com o site Live Science, os pesquisadores descobriram que existem três fatores que podem influenciar a habilidade que um indivíduo possui de desenhar figuras de forma realista: a maneira como ele percebe a realidade, sua memória com relação à informação visual e quais elementos ele seleciona para desenhar.

Segundo os estudos, pessoas com dificuldades para desenhar não veem o mundo como ele realmente é, percebendo de maneira equivocada aspectos como o tamanho, forma ou cor dos objetos. Curiosamente, essas interpretações errôneas também nos ajudam a entender o mundo, por exemplo, quando percebemos objetos mais distantes como sendo menores. Isso ocorre porque os nossos olhos enviam informações enganosas ao nosso cérebro.

Percepção visual aguçada

Aparentemente, indivíduos com mais habilidade para desenhar parecem conseguir contornar os equívocos percebidos por nosso cérebro e interpretar o que seus olhos realmente estão vendo. Essas pessoas são capazes de se lembrar de determinadas relações — como ângulos e proporções — dos objetos, além de focarem melhor tanto nas proporções como nos detalhes isolados. Além disso, artistas habilidosos conseguem selecionar melhor quais elementos do objeto original devem ser incluídos no desenho.

O mistério, de acordo com os estudos, parece residir nos detalhes, e os pesquisadores ainda estão tentando entender os mecanismos que interferem na habilidade de desenhar melhor. Mas, se você faz parte da turma que não consegue nem desenhar uma casinha direito, não se aflija.

Segundo os pesquisadores, existem poucas habilidades que não melhoram com a prática e, embora alguns de nós tenhamos predisposição para desenhar melhor, os menos afortunados podem aprender alguns truques para contornar a falta de habilidade. Além disso, os pesquisadores dão algumas dicas para melhorar nossos dotes artísticos:


  • tente dimensionar o desenho para que ele caiba em uma folha de papel;


  • posicione o objeto de forma que seja possível visualizar suas proporções com relação ao espaço onde este se encontra;


  • fique atento à distância entre os elementos que compõem o objeto e suas proporções relativas;



  • preste atenção no tamanho e formato dos espaços vazios presentes no objeto;


  • imagine os limites do objeto como linhas que separam áreas mais iluminadas das que apresentam mais sombras.


    By
    Maurício Fortunato Araújo

domingo, 8 de setembro de 2013